1640 Views |  1

Matisse no MoMa

O sucesso foi tanto, que o MoMa estendeu o projeto por mais tempo, aproveite se está em NY ou dê a dica para quem estará por lá, a exposição fica até o dia 10 de fevereiro.  Além de estenderem também o horário do funcionamento do museu que aos finais de semana vai até às 20 horas.

Sabe aquela história de que conselho de mãe é tipo lei? ” Filha NÃO deixe de ir ao MoMa ver a exposição do Matisse” Assim eu obedeci cegamente minha querida mestre e fiquei simplesmente encantada!

Confesso que pouco conhecia sobre o artista, mas marcou de mais, foi uma experiencia maravilhosa conhecer mais sobre sua vida e sua arte, e não poderia deixar de dividir com vocês

exposicao_matisse_moma_17
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest

Henri Matisse está entre os três maiores artistas do século juntamente com Picasso. Um revolucionario das artes, que ajudou a redefinir os caminhos da pintura moderna com uso de cores vibrantes e a liberdade formal de desenho, incomun para época.

 

O Museu da Arte Moderna em Nova York, o MoMa já é incrível por si só, uma delicia de lugar que reúne obras grandiosíssimas de Dalí, Mondrian, Monet, Frida, Van Gogh entre tantos outros.

Dessa vez o foco é “The Cut-Outs” uma parte do trabalho do artista que é muito poupular, os recortes de papeis pintados, normalmente com guache, que no final dos anos 40 usava composições figurativas e abstratas.

Um andar inteirinho dedicado a esse mestre que no fim de sua vida

  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest
 lutando contra o câncer superou seus limites em uma cadeira de rodas e revolucionou a arte se reinventando com apenas papel e tesoura nas mãos.

Henri Matisse morreu em 54 marcando o auge da sua história e também da história arte, deixou um acervo riquíssimo e o que vimos aqui, nuuuunca foi visto nem reunido antes, quero dizer, trabalho nunca antes exibido de forma tão completa. A exibição é dedicada à última e brilhante fase da carreira de Matisse (1869 – 1954) que, impedido de pintar seus quadros em virtude da doença, aderiu à tesoura e ao papel colorido para dar vida aos seus alegres recortes.

Com mais de 100 obras vindas de coleções e museus em várias partes do mundo, a exposição examina o método de criação desses trabalhos e sua influência no processo criativo do artista. Pode-se observar desde os croquis e recortes usados para desenvolver os quadros, até cut-outs nos quais ainda se encontram os alfinetes segurando os pedaços de papel, como se a qualquer instante o artista fosse mudar as formas e as curvas.

Obras que difcilmente se reencontrarāo novamente. Por exemplo: Caracol 1954, peca chave da colecao da Tate e que surpreende por seu carater dortemente abstrato, nunca saiu do museu inglês desde sua aquisição em 1962. Esta tambem é a primeira vez que é possivel admirar em conjunto as quarto versões do Nú azul, todas realizadas em 1953, num dos nucleos mais potentes e elucidativos da seleção.

O que eu mais amei de todos, e Um dos destaques é o The Swimming Pool (1952), desenvolvido por Matisse como uma instalação para a sala de jantar de sua casa em Nice.

Desde que ele morreu, foi esquecido e guardado, em 1975 A instalação foi adquirida pelo MoMA , mas estava fora de exibição há mais de 20 anos. Em um video explicativo eles contam que reproduziram a obra meticulosamente igual ao artista, em mais de 5 anos de trabalho intenso para a reprodução feita pela equipe do MoMa.

Recém-restaurada e realizada no típico azul cobalto preferido do artista, as formas, figuras e desenhos justapostos de maneira fluida parecem flutuar poeticamente nas paredes, e sugerem o relaxante prazer de se estar numa piscina. Para maior compreensão do esforço feito pelo artista em conectar sua arte com o ambiente, a aarquitetura os organizadores recriaram um espaço similar ao original para mostrar a peça, como se fosse a sala dele em Nice. De mais, amei voltei nela umas duas vezes antes de sair.

The Swimming Pool, 1952

Tem Mais: Conferir essa exposição maravilhosa, ou uma bela visita ao MoMa pode ser grátis! Eu descobri que  s sextas-feiras a entrada no museu é gratuita das 16 às 20 h. Bom né?  mais verdinhas pro drink a noite.

Confira algumas fotos da exposição, algumas foram feitas por mim, outras retiradas do site do MoMa já que é proibidérrimo fotografar.

 

Maquete da obra Acanthuses (Les Acanthes), 1953; em primeiro plano, à esquerda, The Snail (L'Escargot), 1953, e, à direita, Memory of Oceania (Souvenir d’Océanie), 1953
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest

Maquete da obra Acanthuses (Les Acanthes), 1953; em primeiro plano, à esquerda, The Snail (L’Escargot), 1953, e, à direita, Memory of Oceania (Souvenir d’Océanie), 1953

Maquete do vitral Nuit de Noel e a obra final ao lado
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest

Maquete do vitral Nuit de Noel e a obra final ao lado

The Parakeet and the Mermaid, 1952; do lado esquerdo, Nu bleu aux bas verts, 1952; e à direita, maquete da obra Acanthuses (Les Acanthes), 1953
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest

The Parakeet and the Mermaid, 1952; do lado esquerdo, Nu bleu aux bas verts, 1952; e à direita, maquete da obra Acanthuses (Les Acanthes), 1953

Mami e eu nos divertindo horrores com Matisse :P
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest

Mami e eu nos divertindo horrores com Matisse 😛

IMG_7168 2
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest

Da vontade de comprar todos esses livros da série ” The cut – outs ” e tudo mais! E as gravuras? Quero todas na minha casa já!

IMG_7167 2
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest

Sem Título
  • Facebook
  • Google+
  • Pinterest